Empréstimo para quitar suas dívidas.

Não é nada incomum necessitar de algum empréstimo para quitar suas dívidas. Inclusive, isso acontece muito no Brasil, pois a população não possui muita cultura de educação financeira e acaba acumulando dívidas.

Precisar de ajuda financeira é uma das piores situações que podemos passar, só de falar em recorrer a empréstimos é motivo de grande dor de cabeça. No entanto, será que o empréstimo é tão ruim assim? Ou será que vale a pena?

Aqui você irá entender melhor como funciona o empréstimo, quais são os parâmetros que devem ser avaliados para fazer uma boa escolha e iremos falar sobre os dois tipos de empréstimos mais comuns.

Empréstimo para quitar suas dívidas vale a pena

Usar o empréstimo para quitar suas dívidas pode ser, de fato, a melhor opção para resolver os seus problemas dependendo das circunstâncias. Ele não deve ser visto de maneira tão negativa quanto as pessoas costumam vê-lo.

Antes de qualquer coisa, vamos levar em consideração qual é o maior motivo de dívidas entre os brasileiros atualmente. Sem dúvida alguma, os cartões de crédito são os maiores responsáveis pelas dívidas.

Não que estes sejam os vilões, muito pelo contrário, eles são grande aliados quando sabemos usá-los. Mas o X da questão é esse, às vezes acabamos extrapolando os gastos e não conseguimos pagar as faturas.

Nessas circunstâncias a ideia de usar o empréstimo para quitar suas dívidas é realmente interessante, pois os juros do empréstimo costumam ser bem menores que os juros do cartão de crédito.

É possível pagar toda a dívida com o crédito, livrar-se dos juros absurdos e ir pagando o empréstimo aos poucos (de maneira a caber perfeitamente no seu orçamento).

Contudo, é importante que você realmente saiba escolher um bom empréstimo. Só assim será possível pagar todas as suas dívidas e o quitar o próprio crédito. Confira algumas dicas!

Como encontrar o melhor empréstimo para você

  • Estude todas as possibilidades

Hoje em dia não são apenas os grandes bancos que sedem empréstimo para quitar suas dívidas, há muitas outras agências financiadoras no mercado (incluindo agências totalmente online). Estude todas as possibilidades!

  • Questione sobre o CET

O CET é sigla para Custo Efetivo Total. Esse custo envolve toda a transação do empréstimo, incluindo as taxas, impostos, tarifas, etc. Ou seja, você não deve levar só em consideração as taxas de juros (elas podem enganar).

  • Estude bem as opções de parcelamento

É claro que você vai querer se livrar logo da sua pendência com a agência financiadora, mas é preciso ajustar as parcelas de forma que elas caibam no seu bolso e que não comprometam todo o seu orçamento.

Empréstimo pessoal x empréstimo consignado

As duas opções mais comuns de pedir ajuda financeira para pagar suas contas em atraso são o empréstimo pessoal e o empréstimo consignado. Ambos possuem suas respectivas vantagens e desvantagens.

No caso do empréstimo pessoal, sua maior vantagem é a liberação rápida do crédito, enquanto sua desvantagem é sua taxa de juros. O juro não é exorbitante, no entanto, os juros do empréstimo consignado são bem menores.

Em contrapartida, o empréstimo consignado só é liberado para pensionistas do INSS ou para trabalhadores que recebam salário pelo banco. Por quê? Porque a parcela do empréstimo é debitada diretamente da folha de pagamento.

Caso você tenha a possibilidade de optar pelo segundo empréstimo para quitar suas dívidas nós aconselhamos. De qualquer maneira, a melhor opção é conversar francamente com o gerente.

Ele lhe dará todas as opções de empréstimo para quitar suas dívidas e lhe mostrará o melhor caminho. Em resumo: sim, o empréstimo é uma boa alternativa para quitar suas dívidas, basta saber fazê-lo.