Como identificar juros abusivos de cartão de crédito?

Saber o que é e como identificar juros abusivos de cartão de crédito é imprescindível para aqueles que não estão conseguindo pagar a fatura do cartão (seja integralmente ou não).

Poucas pessoas possuem conhecimento básico em educação financeira e, infelizmente, normalmente são estas que desenvolvem mais problemas com bancos e agências credoras.

Aqui você irá entender conceitos básicos sobre juros abusivos de cartão de crédito, quais são as variedades de juros aplicados às dividas e, caso você esteja pagando mais que o permitido, como se livrar dos juros abusivos.

Juros abusivos de cartão de crédito: o que é

Os juros são permitidos por lei, no entanto, há limites que não podem ser ultrapassados. Caso sejam, os juros passam a ser denominados juros abusivos de cartão de crédito. Ou seja, esse tipo de juros é ilegal.

Juros abusivos prejudicam e lesam os consumidores. As dívidas vão aumentando exponencialmente e fora do controle, o que impossibilita − na maioria das vezes − o pagamento das contas do cartão.

Mas, afinal, como descobrir se os juros aplicados às suas dívidas estão além do estipulado por lei? Há uma tabela de livre acesso no site do Banco Central do Brasil na qual você pode consultar os juros legais.

Lá você consegue acessar e verificar as taxas de juros não somente dos cartões de crédito, mas, sim, das mais diversas operações (cheque especial, crédito pessoal, financiamento, aquisição de veículos, entre outros).

Essa é a maneira mais fácil de identificar se está sendo vítima de juros abusivos de cartão de crédito. Cartões ou bancos de grande nome no mercado dificilmente cobram juros mais elevados, mas fique atento.

Quais são as variedades de juros que podem ser cobradas

  • Juros de Mora

Os juros de Mora são permitidos por lei e tem como objetivo incentivar o devedor a quitar suas contas atrasadas até a data de vencimento. A taxa de juros não é fixa e pode se alterar de acordo com o contrato vigente.

  • Juros Remuneratórios / Compensatórios

Já os juros remuneratórios, também conhecimentos como juros compensatórios, são cobrados quando o cliente paga a agência credora após algum tipo de empréstimo.

  • Juros de Financiamento

Esse tipo de juros é bem conhecido. O valor varia muito de banco para banco, além de cliente para cliente. Apenas após verificar o perfil do consumidor que será estipulado a taxa de juros.

Normalmente os juros não são tão altos assim, principalmente para clientes que possuam emprego fixo e necessitem do empréstimo para questões emergenciais.

  • Juros Rotativos

Com toda a certeza esse é o tipo de juros mais perigoso e, se possível, tente ficar longe deles. Os juros rotativos são aplicados quando você não consegue pagar todo o valor da fatura.

O que acontece? Além de o valor restante ser passado para a próxima fatura, a agência credora cobra juros altíssimo. Em 2017 foi aprovada uma mudança e hoje em dia só é permitido um mês de juros rotativo.

Oque fazer caso a cobrança se encaixe em juros abusivo

Conferiu na tabela do Banco Central do Brasil e descobriu que há valores cobrados em excesso do cartão de crédito? Como proceder nessa situação? É direito do cliente reaver o que foi cobrado indevidamente (e em dobro).

Será preciso entrar com um processo judiciário caso a empresa se negue a pagar ao cliente as cobranças indevidas de juros abusivos de cartão de crédito.

A nossa dica é: antes de assinar algum contrato ou não conseguir pagar as suas dívidas e ficar a mercê dos juros, sempre fique de olho nos juros abusivos de cartão de crédito. Não deixe de consultar a tabela do Banco Central.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *